dodô

dodô

01 novembro 2010

amanhã no Tutti: Funérea

Oi, pessoal

Meio sem querer o menu de amanhã será muito adequado ao dia de finados.
Eu tinha preparado uns raviolis para um jantar frustrado, de massa negra, assaz macabros, pensando bem. Quando são cozidos eles desbotam um pouco, para nossa felicidade, porque assim o recheio de ricota e beterraba acaba ficando muito mais vivo e visceral; ou, como diz uma piada antiga que já nem lembro a fonte, lembra que "por dentro somos todos cor de rosa".
Mas, claro, também são fofos, são agradáveis, afinal, são alimento. E a beterraba é adocicada, mesmo contrastando com pedacinhos de pimenta verde.
Na busca pela referência visual que parece estar se tornando um vício, ai, encontrei algo no tom que eu queria. É o cenário de Infortúnio com a Funérea. Acho incrível aquele "vitral" de radiografias, e o tapete de tigre de pelúcia. Dá pra ver aqui:

e fica assim a nossa solenidade de dia dos mortos, meio séria e meio não-séria, mas sempre respeitosa.

Para acompanhar os raviolis, um ragú de moranga, um pouco de abobrinha (vocês conhecem a ladainha: depende do que tiver bacana na feira), com base de tomate, nacos de queijo de cabra e ameixas secas. Vão me dizer que não está um infortúnio?

até amanhã,

um beijo

Nenhum comentário: