dodô

dodô

01 março 2011

o trabalho ordinário

"Os trabalhos com status mais elevado envolvem tarefas que criam algo duradouro - arranha-céus, aviões supersônicos, foguetes espaciais, ogivas nucleares e todos os outros produtos de alta tecnologia. É também concedido um status elevado a todo trabalho administrativo ligado à alta tecnologia, por mais enfadonho que possa ser.
Essa hierarquia de trabalho é exatamente a inversa à das tradições espirituais. (...)
Os monges budistas consideram a culinária, a jardinagem ou o asseio da casa parte de suas atividades meditativas, e os frades e freiras cristãos têm uma longa tradição na agricultura, na enfermagem e em outros serviços. Parece que o alto valor espiritual atribuído ao trabalho entrópico nessas tradições provém de uma profunda consciência ecológica. Executar um trabalho que tem de ser feito repetidamente ajuda-nos a reconhecer os ciclos naturais de crescimento e declínio, de nascimento e morte, e a adquirir, portanto, consciência da dinâmica do universo. O trabalho 'ordinário', como o significado radical da palavra indica, está em harmonia com a ordem que percebemos no meio ambiente natural. "
In: CAPRA, Fritjof. O Ponto de Mutação. São Paulo: Cultrix, 1982, pag. 224

Nenhum comentário: