dodô

dodô

23 abril 2011

Dodô Cozinha Artesanal: mosaicos μουσακά

oi, pessoal!

eu queria fazer um post à la corriere della serra, que põe pertinho um do outro, uma refeição (desde o processo) e muitas vezes um filme.
o problema aqui é que se passaram horas e horas e não consegui lembrar o nome do filme...!
mas a puxadinha é um menino que tirou fotos das nucas das pessoas em volta, porque não vemos nossas nucas.

numa época em que eu fazia bastantes lasanhas, tinha uma ideia assim.
a lasanha é feita por camadas, e cada uma é um mosaico. Quanto não vi de mosaicos de abobrinha, de lâminas de moranga/cabotiá, de queijos; a massa, como eu que fazia, tentava cortar do tamanho certinho da forma, ficava numa folha só, tela em branco pra receber nova pintura, sempre monocromática. e só eu via! os comensais viam de outro jeito.
e fotografar pra mostrar era a vontade. mas a câmera, a iluminação do apartamento da rua desembargador, em Porto Alegre, e a falta de tino fotográfico são uma combinação fatal! agora que uma das variáveis já se ajeitou (a câmera), voilà os mosaicos da Mussacá para que vocês conheçam

1a camada:: lâminas de batata, no prato untado com azeite de oliva. Esse é um prato de metal esmaltado, a mussacá vai pro forno aí mesmo, e direto pra mesa! Cuidado pra não queimar os dedos!



2a:: sobre ela, uma de lâminas de abobrinha, também breanqueadas



3a:: agora vão as berinjelas tostadas. nessa dá pra ver o fundo verde lindo!



4a:: agora o verdinho ganha e dá força pra sua complementar, que chega no sugo. É legal que as camadas tem corpo, tudo se soma. Penso até em Hopper mas isso já é mais longe na mitologia que alimenta a própria comida.
sem contar no perfume de canela e pimenta do reino recém moída. é do Olimpo mesmo.



5a:: queijinho de cabra trazendo a forma, dela e das circunferências da casca de berinjela que ela valoriza



6a:: mais uma de lâminas de batata. Atenção para a transparência, que luxo!



7a:: molho branco, feito com leite de cabra. porque são fraquinhos esses nossos queijinhos...
dá pra ver as raspinhas de noz-moscada. É, sem economia de noz-moscada!



8a:: parmesão! pra dar aquele salzinho! aquela gratinadinha! aquele dourado de sol!



Na saída do forno, azeite de oliva, um fio.

Eu sou apaixonada por ela, há anos! E de tanto que eu já fiz e fiz e fiz, e fui tomando decisões, mudando uma coisinha aqui, preferindo outra ali, aprendendo técnica antes desconhecida, e devo dizer-lhes que essa mussacá que vos ofereço não é mais bem uma mussacá. Ou é, à moda da casa.
mas mantenho pela referência, tem mais em volta, sobre pepinos, alhos, azeite, pimentão, hortelã, que fazem parte do contexto dela e portanto é nessa mesa que ela deve ficar.
E é um nome bom de falar! Quer ver? Chega no Missê nos fins de semana e pede uma Mussacá!
NHAM!



O Missê Mariá comida e arte fica na rua 13 de maio, quase esquina com a Riachuelo, e o telefone é 3015-5092

6 comentários:

silvana disse...

Uma verdadeira obra de arte!

Rita disse...

O nome do filme é: As Coisas Simples da Vida
Título original: (Yi Yi)
Lançamento: 2000 (Japao, Formosa)
Direção: Edward Yang
Atores: Nien-Jen Wu, Elaine Jin, Issey Ogata, Kelly Lee

Aline Higa disse...

obrigada, meninas!
e Rita, esse mesmo! que peso me tiraste!!
beijos

Marcos Cardozo. disse...

Honrado pela referência!
Adoro Mussacá. Muito mais esse tempero com sabores e cheiros de canela e pimenta.
Como já sei, por experiência própria, que a sua comida é verdadeiramente maravilhosa, fico imaginando a hora de saborear esse prato. As fotos estão lindas e o texto saboroso...

jornalista caolho disse...

SUCULÊNCIA!!! já provei e recomendo!

Um mundo possível disse...

Parece muito bom e vou tentar fazer!