dodô

dodô

11 maio 2011

Mainês Olivetti: MELANCIA NA BACIA

é uma das ações que compõem o projeto Bem me quer ,
arte relacional.
Foi executada em frente ao Theatro São João na cidade da Lapa,
no Paraná, e também na Rodoviária da mesma cidade,
no dia 10 de fevereiro de 2007,
por mim, Mainês Olivetti, com a colaboração dos artistas
Aline Higa, Claudia de Lara, Everly Giller e Silvio de Bettio,
como proposta para o evento Cerco Coletivo Lapa Museu de Rua.
Melancia na bacia,
desdobramento da ação Laranjada no Guadalupe
é um projeto de arte relacional, envolvendo ação, performance,
deslocamento, relação com o outro, relação de convívio entre os
artistas. É uma "obra aberta" (Umberto Eco) em movimento com
possibilidades de gerar acontecimentos. Na arte relacional o produto
deixa de ser mera expressão do artista para se constituir num
evento comunicacional. A relação com o fruidor é fundamental,
sem interação a obra não existe.
A obra se realiza numa ação coletiva de doação por parte dos artistas
para um receptor anônimo. Os artistas além de doarem
o objeto em si
( neste caso, melancia) se dispõem a doar seu tempo,
seu afeto, com a intenção de provocar descontinuidade
ou ruptura no tempo do receptor/fruidor.
Mais que o alimento doado o artista doa ainda
sua disponibilidade. Nesta troca de bem querer, quem mais ganha
é o artista, pois "Só é seu aquilo que você dá ".
(esta frase é o título de uma obra de arte relacional
de uma amiga artista, do qual me apropio).



Crédito das imagens:
Mainês Olivetti e Silvio de Bettio
2007

Um comentário:

Ruben Castillo disse...

la foto de abajo.. salió de que cuento...??