dodô

dodô

24 julho 2012

O italiano Massimo Bottura, que fez uma das apresentações mais aguardadas, falou claramente: “O chef de cozinha trabalha com o belo, com a emoção e demonstra o seu amor. Tira da matéria-prima o que tem de melhor. É como um escultor que pega a pedra bruta e extrai toda a sua beleza. É um paralelo ao trabalho dos arquitetos, que transformam a paisagem. Também dos escritores. Cada um de nós, cozinheiros, tem uma estrela boa que nos ajuda a preparar nossos pratos. Meus pratos são respostas às perguntas abstratas que me faço. Conto histórias por meio dos pratos que crio”.

http://colunistas.ig.com.br/comidinhas/page/12/

Nenhum comentário: