dodô

dodô

26 maio 2016

Massa de grão de bico e polvilho azedo com Molho Romesco

                 Esses dias deu uma vontade absurda de um molho que servi há um tempo no Dodô puertas cerradas em Curitiba. A ocasião era uma mostra de filmes do Pedro Almodóvar, algo totalmente inspirador. A comida espanhola é tão boa, e ficou tão bem naquele dia frio... Especialmente porque na base desse molho tem amêndoas e avelãs torradas.

                 Aqui esfriou também por esses dias. Encontrei uns pimentões com uma carinha bem boa: pequenos, tortinhos, me pareceram bem naturais e por isso estavam mais saborosos também.

                 Ao mesmo tempo, organizando o hd encontrei uma receita de massa de pizza feita com grão de bico e polvilho azedo, duas coisas que eu absolutamente amo!!!

                O final já dá pra adivinhar, né? 


                 Molho Romesco                
                 Ambos os processos são demoradinhos, então acho que o melhor a fazer é começar acendendo o forno pra tostar as amêndoas e avelãs e perfumar a cozinha (ou melhor, 350g de grão de bico tem que ficar de molho por pelo menos 8 horas! Pensando bem melhor colocar o grão de bico demolhado para cozinhar antes de tudo, e então voltar ao molho). São 30 amêndoas e 15 avelãs na receita, mas melhor colocar a mais porque o negócio é irresistível! 
                 Assar também algumas cabeças de alho (acho que 2, as minhas estavam tão pequenininhas que foram 4): é só embrulhar em papel alumínio e colocar no forno. 
Enquanto isso, tostar 2 pimentões direto na boca do fogão, virando até que toda a pele fique preta, então coloque num pote e deixe ali descansando.

                 Quando alho, avelãs, amêndoas e pimentões estiverem prontos, descasque as avelãs e moa com as amêndoas no liquidificador. Adicionar então os pimentões cortados, o alho (é só espremer os dentes que o alho sai como uma pasta), 2 cS extrato de tomate, sal, 2cc de paprica, 2cS de vinagre, 5 cS de azeite de oliva. Bater até virar um creme. Listo!

                 Para a massa, deixar de molho 3cS de sementes de linhaça dourada em 9cS de água, melhor deixar já no copo do liquidificador.

                 Cozinhar 350g de grão de bico (que ficou de molho pelo menos 8 horas, sempre!) com sal. Eu gosto de descascar e passar por uma peneira de metal ainda morninhos pra conseguir o purê, mas quem preferir usar o processador me conta o resultado depois.

                 Escaldar o polvilho azedo: 1/3 xíc de polvilho. Colocar 2/3 xíc água fervendo e mexer.
Agora é só bater a linhaça e misturar tudo (aos poucos, pra ir sentindo a massa, ela tem que ficar bem fácil de modelar). Fiz um parte espalhada na forma como massa de pizza e ficou legal. Fiz também umas quenelles (que no forno deram uma achatadinha e ficaram parecendo mini pães franceses) e ficarem bem legais também. E assar por uns 30 minutos.

                 A massa fica super levinha e como não coloquei mais temperos, dá pra sentir bem o sabor do polvilho tanto quanto do grão de bico.
                 Rende bastante.

                 Quando fui atacar no dia seguinte, esquentei em uma frigideira e deu uma tostadinha que ficou demais!

                 Servi com berinjela tostatinha por puro vício

Nenhum comentário: