dodô

dodô

17 abril 2009

"O sr. de Borox dizia que a gastronomia é apenas a reflexão que aprecia, aplicada à ciência que melhora.
Ele dizia com Epicuro: 'Acaso o homem é feito para desdenhar as dádivas da natureza? Vem ao mundo apenas para colher frutos amargos? Para quem são as flores que os deuses fazem crescer aos pés dos mortais? ... É agradar à Providência entregar-se às diversas inclinações que ela nos sugere: nossos deveres vêm de suas leis, nossos desejos de suas inspirações'."

In: BRILLAT-SAVARIN. A Fisiologia do Gosto. São Paulo: Companhia das Letras, 1995. pág.291

Nenhum comentário: