dodô

dodô

19 novembro 2009

A Comida no Antigo Egito

da Biblioteca do Escoteiro Mirim (1985):

"- Eu cheguei primeiro! - berrou Donald - Quem vai ajudar a Margarida com a História da Culinária no Egito sou eu!
- Para que ficar nervoso, caro primo? - pavoneou-se o Gastão - Você sabe muito bem que eu sempre ganho quando há alguma coisa a disputar...
O Gastão não era muito de trabalhar. Por isso, refestelou-se num sofá e deixou que o Donald ajudasse a Margarida sozinho.
- Puxa! - exclamou Donald - Esses egípcios sabiam se cuidar!
Os egípcios já temperavam seus alimentos com alho e salsa e, para eles, a cebola era uma verdadeira religião. Um sacerdote, à frente de seus devotos, comia cebolas devagar, como se rezasse, enquanto lágrimas lhe corriam lentamente dos olhos.
No Egito Antigo, a culinária era muito cuidada. Eles achavam que a maioria das doenças era devido à má alimentação. O cardápio deles era variadíssimo para a época: três mil anos antes de Cristo, os egípcios já plantavam cevada, cultivavam fermento e vinhas e faziam pão, vinho, hidromel e um tipo de cerveja.
Mil anos depois, eles comiam carne de caça, aves, peixes, ostras e ovos. Em suas mesas havia também legumes como ervilhas, favas e lentilhas, e frutas como azeitonas, figos, tâmaras, maçãs, romãs, abricós e amêndoas.
Os banquetes dos faraós eram reuniões animadas, com jogos, música e danças. Na mesa dels, entre os outros pratos deliciosos, costumava haver trufas, um cogumelo subterrâneo ainda hoje muito apreciado. Havia até mesmo um tipo especial que pesava mais de 30 quilos!
- Veja isto, Donald! - disse Margarida com um livro na mão - No Egito, eram as mulheres que organizavam os banquetes, dirigiam o serviço e presidiam a mesa!
- Pronto! - disse Donald - Já sabemos quem inventou a dona-de-casa!

Nenhum comentário: