dodô

dodô

20 novembro 2009

A fisiologia do gosto: Emulação

"Dissemos que o advento dos restaurantes havia sido de grande importância para a arte culinária.
De fato, tão logo a experiência ensinou que eum único tempero eminentemente tratado bastava para fazer a fortuna do inventor, o lucro, esse poderoso móbil, acendeu as imaginações e pôs a trabalhar os cozinheiros.
A análise revelou partes esculentas até então consideradas inúteis. Comestíveis novos foram descobertos e os antigos melhorados, uns e outros sendo combinados de mil maneiras. Importaram-se invenções estrangeiras; o universo inteiro passou a dar sua contribuição, e em algumas de nossas refeições poderíamos faer um curso completo de geografia alimentar."

E isso foi escrito no séc XVIII!

In: BRILLAT-SAVARIN. A Fisiologia do Gosto. São Paulo: Companhia das Letras, 1995. pág.284

Nenhum comentário: