dodô

dodô

02 novembro 2016

Falsa Sopa de Falsa Tartaruga



A Falsa Tartaruga suspirou profundamente e começou, numa voz que às vezes se confundia com soluços, cantando assim:


"Sopa formosa, de ervilha e quirera

que no caldeirão nos espera

oh quem me dera, tão apetitosa!

Meu reino por uma sopa tão formosa!

Formo-oh-oh-sa sopa

Formo-oh-oh-sa sopa

So-o-pa da tarde, oh que formo-oh-sa sopa

Formosa, formosa sopa."



"O refrão mais uma vez"", berrou o Grifo, e a Falsa Tartaruga já tinha começado a repetir quando se ouviu a distância um grito anunciando que o julgamento ia começar.

"Venha comigo!", gritou o Grifo e, pegando Alice pela mão, saiu em disparada, sem ao menos esperar a música terminar.

"Que julgamento é esse?", perguntou Alice enquanto corriam, mas o Grifo apenas respondeu: "Venha comigo!", e correu mais e mais depressa, e cada vez mais ao longe ouviam-se as palavras melancólicas queo vento trazia:

"So-o-pa da tarde, oh que formo-oh-sa sopa

Formosa, formosa sopa."


Quando eles chegaram, o Rei e a Rainha estavam sentado sem seus tronos, com uma grande multidão ao redor. O Valete ra o réu e diante do Rei estava o Coelho Branco com um trompete em uma das mãoes e um rolo de pergameinho na outra.

"Arauto! Leia a acusação!", disse o Rei.

Nesse instante, o Coelho Branco soprou três vezes o trompete, desenrolou o pergaminho e leu o seguinte:

"A Rainha de Copas assou umas tortas

num dia quente de verão.

O Valete de Copas roubou as tais tortas

e agora, onde é que estarão?"

"Agora vamos às provas", disse o Rei, "e depois à sentença."

"Não", disse a Rainha. "Primeiro a sentença, e depois as provas."


in: CARROLL, Lewis. Aventuras de Alice no Subterrâneo. São Paulo: Abril Educação, 2013. pag 87-88






Tartaruga Fingida (no original em inglês: Mock-Turtle): É uma triste vítima do destino, pois foi em tempos uma tartaruga de verdade que vivia no mar. O nome tem origem na Sopa de Tartaruga Fingida (no original em inglês: Mock-Turtle Soup) vulgar na Inglaterra, sendo um caldo verde feito com cabeça de vitela de modo a imitar sopa de tartaruga. Daí Tenniel ter ilustrado esta figura com uma cabeça de bezerro, cauda e pernas. (daqui)


Mas a tradução do meu livro em português já deu a solução prontinha pra nossa sopa.

Como vi em outro site: , gluten-free option, animal-hair-free, brain-free

Isso porque a Sopa da Falsa Tartaruga é feita com a cabeça da vitela com cérebro, pelos e tudo!

Obrigada, senhor tradutor!

 


Sopa formosa, de ervilha e quirera

1. deixei de molho 1/2 xícara de quirera;

2. em uma panela, refoguei meia cebola pequena em óleo de girassol, em fogo baixo;

3. acrescentei caldo de legumes, a quirera, 4 dentes de alho e meio chuchu pequeno cortado em cubinhos;

4. em outra panela, refoguei e cozinhei 1 1/2 xícara de ervilha fresca com a outra metade da cebola. Fiz essa operação separadamente porque não costumo ter ervilhas frescas e não sabia quanto tempo de cozimento seria ideal;

5. juntei tudo e temperei com 1 cc de estragão seco, cebolinha picada e sal piquín


 

Nenhum comentário: