dodô

dodô

27 agosto 2008

À mesa, cada signo é extremo.
Compreende agora por que o patrão do seu marido
Se aborreceu durante a refeição. Pô-lo ao lado
Da rapariga mais bonita e mais discreta do serão.
Virou-lhe as costas. É um Sagitário. Ele teria preferido
A sua velha tia apaixonada pela política e falar-lhe-ia
Da equitação, viagens, religião ou diplomacia internacional,
Esquecendo que lhe fazia ingurgitar esses zakuskis,
Alimentos crus que ele abomina.

Seja muito prudente na preparação das suas refeições,
Sejam elas de negócios ou jantarzinhos de namorados.
Um passo em falso bem depressa se dá.
Quantas separações por causa de um escalope demasiado frito!

As grandes coisas são resolvidas à mesa,
Diz o ditado popular. A comida é sagrada
E os seus ritos datam da noite dos tempos.

Pese, avalie, sopese. O seu poder é infinito.
Pode demolir o estômago de uma Virgem
Só com uma pitada de pimenta, aterrorizar o Touro
Com metade de uma laranja de sobremesa,
Perturbar com uma má luz o pobre psiquismo
Já frágil do Capricórnio, perder para sempre o Leão
Com um garfo de ferro.
Aprenda a conhecer-se a si mesma.
Se for Balança, desconfie daquela prima
Que está sempre a encher o seu copo com vinho branco,
Sem consideração pela delicadeza dos seus rins,
E não coma em casa de um Escorpião a não ser que seja
Também Escorpião. Disso depende a sua vida.
Contudo, não seja demasiado escrupulosa
No seu jantar de vinte talheres.
Não pode ter a esperança de que sejam todos do mesmo signo.
Tem várias soluções. Sacrifique-lhes algumas.
Tire-as à sorte. Cuide das mais importantes.
Afaste os pratos nocivos,
Fazendo ementas que sirvam para todos.
De qualquer modo, é quase impossível agradar
Sem prejudicar. Com exceção da sábia Virgem, a maior parte
Dos signos
Gosta daquilo que lhes faz mal. Seduzir ou destruir,
Tem de escolher, e é muito difícil conciliar os dois atos.
A não ser que leve a sua grandeza de alma
Ao ponto de preparar para cada um a proeza de uma ementa
Personalizada segundo os gostos e as necessidades do dia.
Antes de lá chegar, contente-se em aprender
Alguns truques, receitas e poções
Que serão o filtro de amor dos seus jantares afetuosos e o sol de Austerlitz de
Todas as suas refeições importantes.


In: GEBERG, Marie e MAINE, Monique. A Cozinha Astrológica. Portugal: Publicações Europa-América. 1981

Um texto delicioso sobre isso pode ser lido aqui:
Cada Mania com seu Louco

Nenhum comentário: