dodô

dodô

30 maio 2009

Arroz de Puta Pobre, na Festa Brega do Tutti


Pois então, vou contar pra vocês. O fato é que a puta, mesmo pobre, quis dar uma incrementada pra fazer bonito. e eis que resolveu entrar no Mercado Público, já que trabalha por aquelas paragens.
E ficou fascinada por aquela bandejinha de tomates secos, vermelhíssimos, como ela gosta, suculentos e tão marcantes e enjoativos quanto uma puta brega pode querer. E sabem quando rola aquela identificação? Pois, rolou, mesmo sem ela saber se apaixonou por esse ingrediente já tão sem viço, desidratado e, convenhamos, um tanto demodé!
Para a sorte dos comensais, ela é pobre e pode comprar só um pouquinho daquelas guloseimas, porque senão ele toma conta do gosto de tudo (pobres mussarelas de búfala...!), mas com parcimônia fica bem bom!
E ela ainda tinha que economizar uns 5 reais pra comprar um champanhe, pra puxar a linguiça, coisa que ela comeu com um dos clientes, ao som de Waldick Soriano, e achou tudo muito chique! Daí um ovo cozido, que sempre fica bom com a linguicinha (ou linguiçinha?? ai), como todo mundo já sabe, mais uns verdinhos e tá feito! O arrois puta brega e pobre, mas que se esforçou pra caprichar pros comensais da festa no Tutti!

Puxar em óleo de soja, 3kg de linguiça picadas e quando der uma douradinha acrescentar 2 cebolas grandes também picadas. Quando formar o rôti, aquela 'sujeirinha' boa no fundo da panela, colocar meia garrafa de espumante e mexer. deixar secar de novo e colocar a outra metade de espumante e 3 kg de arroz parboilizado. temperar com meia xícara de arroz temperado com alho e acrescentar 6l de água e 1 colher (sopa) de pimenta caiena. tampar a panela e deixar cozinhar. bem no final, juntar meio quilo de tomate seco picado e, se quiser, um pouco de folhinhas de erva-doce picadinhas. servir com ovo cozido e salsinha.

Nenhum comentário: